linje.gif (159 bytes)

Número 58

 

NOSSA VISÃO DAS CORES E O ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

 

A luz é uma radiação eletromagnética que se torna perceptível mediante o nosso sentido da visão. A luz branca é composta de uma mistura de radiações que se estendem ao longo de uma restrita faixa de freqüências e comprimentos de onda. Dentro de limites mais estreitos nessa faixa de radiações visíveis, podemos perceber as cores. É o que se pode perceber quando a luz branca é decomposta nas chamadas "cores do arco-iris", quando sofre refração ao passar por um prisma. Freqüências maiores, e comprimentos de onda menores, correspondem a cores que tendem para o vermelho. Freqüências menores, e comprimentos de onda maiores, correspondem a cores que tendem para o violeta. Fora dessa faixa do espectro visível, nossa vista não distingue a radiação eletromagnética, e portanto também não mais enxerga qualquer cor. O gráfico abaixo ilustra a posição da radiação visível no âmbito do espectro eletromagnético.


 

As ondas de rádio, utilizadas em transmissão de sinais, abrangem um amplo intervalo de radiações – comprimentos de onda desde alguns milímetros até vários quilômetros., e freqüências correspondentes variando desde UHF (Ultra-high Frequency, ou Freqüência Ultra-alta), a VHF (Very-high Frequency, ou Freqüência Muito-alta), e até SW (Short Wave, ou Onda-curta), MW (Medium Wave, ou Onda-média), LW (Long Wave, ou Onda-longa), e LF (Low Frequency, ou Baixa-freqüência).

As microondas, utilizadas em equipamentos de radar e fornos de microondas, têm comprimento de onda entre 1 mm e 30 cm.

As radiações infravermelhas, correspondentes à emissão de calor, são irradiadas por corpos aquecidos a temperaturas diversas, sempre abaixo de temperaturas que correspondam a radiações visíveis, e têm comprimentos de onda entre milésimos de milímetro e 1 mm.

O espectro das radiações visíveis localiza-se na região de comprimentos de onda entre 400 e 700 nm (1 nm = 10-6 mm), e abrange a radiação solar visível.

As ondas ultravioletas têm comprimentos de onda entre 380 e 60 nm. A radiação das estrelas mais quentes (acima de 25 000 0K) desloca-se para as regiões do violeta e do ultravioleta no espectro eletromagnético.

Os Raios-X correspondem a comprimentos de onda de 10 nm a 10-4 nm.

Os Raios Gama são emitidos por certos núcleos radioativos e em certas reações nucleares, tendo comprimentos de onda inferiores a 10-11 nm.